Como escolher o melhor sistema de pagamento online para empresa?

split de pagamento
Como funciona o split de pagamento no marketplace? Aprenda aqui!
5 de fevereiro de 2019
custos operacionais
Como otimizar performance e reduzir custos operacionais na empresa?
19 de fevereiro de 2019
sistema de pagamento online

sistema de pagamento online

O comércio pela internet continua a crescer no Brasil, mesmo diante da instabilidade econômica que atinge todos os segmentos do mercado. É o que revela a Pesquisa Anual do Comércio (PAC), divulgada em 2018 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por essa e outras razões, contar com um sistema de pagamento online se tornou indispensável para as empresas.

Segundo os dados, as vendas do e-commerce apresentaram crescimento de 8,2% em 2016 em comparação com o ano anterior. Na prática, as transações feitas digitalmente registraram uma receita bruta de R$ 43,84 bilhões. Ainda assim, os números ficaram abaixo da média em relação ao período entre 2007 e 2015, cuja expansão foi calculada em 30%.

Mas, afinal, como escolher o melhor sistema de pagamento online para a empresa? Essa deve ser a pergunta que está martelando na sua cabeça agora, não é mesmo? No entanto, não é preciso se preocupar. Neste post, procuramos respondê-la e mostrar como o sistema Mensalidades é uma excelente alternativa para o seu negócio. Confira!

Qual é a função do sistema de pagamento online?

A evolução tecnológica, o alto nível de competitividade e as mudanças radicais no perfil dos consumidores trouxeram desafios significativos para as empresas nos últimos anos. Para se manterem sustentáveis e rentáveis hoje, os negócios precisam também estar conectados em rede e oferecer diversas opções de vendas e serviços.

Nessa perspectiva, é importante compreender a função de um sistema de pagamento online. Em síntese, ele apresenta duas frentes, uma mais técnica e voltada para os procedimentos administrativos e contábeis e a outra mais estratégica, que visa prospectar consumidores:

  • a primeira diz respeito à otimização dos processos e da gestão financeira do empreendimento, visto que a ferramenta é responsável por faturar as vendas e gerenciar as formas pelas quais os clientes fazem o pagamento online. Tudo de maneira segurada e automatizada;
  • a segunda se refere à satisfação, à fidelização e ao relacionamento com o cliente. Quanto mais opções de serviços que facilitam a compra e o atendimento, melhor. Isso porque uma das principais formas de se diferenciar da concorrência é oferecer praticidade, qualidade e eficiência.

Meios de pagamento

Dentro de um sistema online, há diferentes formatos de pagamentos. A escolha de todos ou de apenas alguns impactará diretamente no seu público-alvo e na quantidade de consumidores que seu negócio atenderá. Ou seja, incidirá no seu faturamento e fluxo de caixa. Lembrando que, quanto maior for o leque de opções, melhor.

A seguir, vejamos os principais meios:

  • cartão de crédito;
  • débito online;
  • boleto bancário;
  • moeda digital bitcoin;
  • transferência por empresas terceirizadas de pagamento online.

Cada um desses meios é importante e utilizado por um percentual de consumidores. Basta saber quais deles seu público-alvo mais usa. Dessa forma, a estratégia será mais efetiva e resultará em benefícios para o negócio.

Há diferentes opções de sistema de pagamento pela internet?

Sim, existem distintos sistemas de pagamento online. Aqui, citaremos especificamente os três principais, assim como algumas de suas vantagens e desvantagens. Tal panorama pode ajudar você a escolher a melhor alternativa segundo os objetivos e necessidades de sua empresa.

Gateways

O gateway se comunica com os demais sistemas de cartão de crédito com o objetivo de verificar se o consumidor tem saldo suficiente junto ao banco para efetuar a compra. Em caso negativo, a ação é bloqueada.

Vantagens

O cliente não precisa sair do site para continuar a compra — como em casos em que é preciso fazer cadastro. Essa ação induz o consumidor a abandonar o carrinho e comprar em outro lugar.

Além disso, ele possibilita maior gerenciamento sobre as transações, adiantamento dos valores a receber pelos bancos e que o controle e análise contra fraudes sejam feitos pelo próprio empreendedor.

Desvantagens

O processo é um pouco burocrático, devido à necessidade de se cadastrar em bancos e operadoras de cartão, além das tarifas que devem ser pagas.

Intermediários

Esse sistema exige que o cliente seja encaminhado para a página de uma empresa intermediadora, que ficará responsável pela segurança online do consumidor e por disponibilizar os diferentes meios de pagamentos.

Vantagens

Oferece inúmeras formas de pagamentos, ampliando as possibilidades de negócio. Geralmente, trabalha com a maioria das bandeiras de cartões de crédito e bancos, no caso dos boletos e débito em conta. O intermediador disponibiliza de maneira sintética todas as informações acerca das movimentações e realiza a análise de crédito.

Desvantagens

O cliente deve acessar outro site para continuar a compra, precisando fazer um cadastramento — o que pode elevar o índice de abandono e desistência. Há taxas a serem pagas por esse tipo de serviço e as porcentagens podem reduzir significativamente o lucro nas vendas.

Integração direta

Nessa opção, o sistema de pagamento é integrado à própria loja e dispensa a contratação de terceiros. A ferramenta confere se o cliente tem saldo para finalizar a compra e ela mesma autoriza ou não junto aos bancos.

Vantagens

O cliente fica no seu site até efetuar a compra e não há gastos com intermediadores. Há a possibilidade de os bancos adiantarem os valores a receber das adquirentes e o próprio empresário tem a autonomia de negociar a tarifação sobre as vendas.

Desvantagens

Não há gastos com intermediador, mas existem os custos operacionais de implementação, funcionamento e manutenção. Além do mais, é preciso investir em segurança para proteger o consumidor no ambiente online.

O que devo considerar para escolher um sistema de pagamento online?

Por fim, apresentamos brevemente algumas características que um bom sistema de pagamento online deve ter. Confira!

Variedade de opções de pagamentos

Verifique se o sistema trabalha com as mais variadas bandeiras de cartões de crédito e débito, além de permitir transferência e boleto bancário como formas de pagamento.

Checkout transparente

O termo “checkout” representa o momento no qual o cliente está no final da compra e fornece seus dados para o pagamento, sendo geralmente conduzido para outra página. No checkout transparente, contudo, essa transição é imperceptível e reduz exponencialmente a probabilidade de desistência.

Sistema antifraude

Confirme se o sistema conta com um mecanismo contra fraude. Caso não tenha, o serviço terá que ser pago por fora, considerando que não há possibilidade de ficar sem segurança no ambiente digital.

Recorrência de pagamentos

Veja se o sistema trabalha com pagamentos recorrentes — aqueles que ocorrem repetidas vezes, como assinaturas e mensalidades. Esse fator é importante porque a maioria dos consumidores realiza compras a prazo e grande parte das lojas oferece esse recurso.

Parcelamento no cartão de crédito

O parcelamento é um diferencial para se destacar da concorrência e reter clientes. Dependendo do seu tipo de negócio, é preciso verificar se o sistema permite o parcelamento no cartão de crédito.

Essas considerações são necessárias antes de contratar um sistema de pagamento online, que deve ter certas características e funcionar de acordo com as necessidades do seu negócio. Sendo assim, pesquise, planeje e avalie, já que se trata de um elemento que estará ligado ao setor financeiro de sua empresa e impactará seu fluxo de caixa.

Sabemos que não é fácil escolher um bom sistema. Por isso, como uma alternativa ideal, recomendamos o Mensalidades, que abrange os mais variados tipos de negócios e oferece inúmeros e vantajosos serviços. Visite nosso site e conheça mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *