Redução de custos, processos e cobranças: veja como efetivá-la em seu negócio

Mantenha a segurança de dados em transações de cartão de crédito
Saiba como manter a segurança de dados em transações de cartão de crédito
30 de outubro de 2018
Como usar um sistema de mensalidades para engajar clientes?
Como usar um sistema de mensalidades para engajar clientes?
1 de novembro de 2018
Redução de custos, processos e cobranças: veja como efetivá-la em seu negócio

Uma empresa comprometida com a escalabilidade do negócio e a consolidação no mercado deve sempre estar atenta às ações que permitam a redução de custos, processos e cobranças, visando melhorar a rentabilidade.

A redução de processos e cobranças, acompanhada da diminuição dos custos permite que haja uma melhor organização operacional, o que resulta em melhores condições para o negócio crescer. Saiba mais a seguir!

Quais são os benefícios da redução de processos, custos e cobranças?

Existem diversos benefícios relacionados à redução dos custos dos negócios, pois ao tornar a empresa mais enxuta no aspecto operacional e de cobranças é possível reverter esforços para melhorar resultados e a rentabilidade, além de aumentar a produtividade.

O gestor deve ter atenção ao que cortar, visto que é necessário distinguir custos e investimentos. Ao realizar os cortes em áreas e processos adequados, é possível aumentar a produtividade em vez de prejudicá-la. Mas, para tal, é preciso saber quais estratégias de redução serão adotadas. Veja a seguir alguns benefícios:

  • redução de custos: promove mais rentabilidade ao negócio, focando o investimento em áreas mais estratégicas e que possibilitam o crescimento sustentável da empresa;
  • redução de processos: organiza o operacional e faz com que tarefas obsoletas sejam revistas e substituídas por processos mais eficientes e automatizados;
  • redução de cobranças: permite adequar o modelo de negócio à legislação de forma a proporcionar vantagens competitivas à empresa e reduzir gastos desnecessários.

Confira a seguir como alcançar esses benefícios sem afetar áreas estratégicas do negócio.

Como fazer uma redução de custos eficiente?

Para que uma redução de custos seja eficiente ela deve ser planejada e estudada, visando distinguir as áreas e os processos obsoletos e torná-los mais rentáveis. Destacamos a seguir seis dicas!

Utilize a tecnologia como aliada

A renovação tecnológica é um aspecto central se o objetivo é a redução dos processos e dos custos operacionais de uma empresa. Existem diversas ferramentas que podem ser adotadas visando melhorar a organização das etapas e também o fluxo de informações do negócio, permitindo fidelizar clientes, além de gerenciar caixa, processos e outros. Entre elas, estão:

  • SaaS: o Software as a Service é um conceito pelo qual as empresas conseguem utilizar recursos tecnológicos, como banco de dados, plataformas etc., sem precisar instalar esses serviços, usando-os diretamente no ambiente online, o que diminui custos de manutenção e hardware;
  • CRM: software voltado para gestão de relacionamento com o cliente que permite mapear e acompanhar diferentes dados sobre os clientes, como pagamentos, contatos etc.;
  • sistema de cobrança: um sistema de cobrança automatizado permite diminuir processos manuais e reduzir a inadimplência devido à maior eficiência. Entre os exemplos estão os softwares de mensalidades para empresas que atuam com cobrança recorrente;
  • software de controle de caixa: o controle financeiro do negócio deve ser automatizado visando reduzir erros manuais e tornar os processos financeiros mais seguros.

Muitas dessas tecnologias trazem benefícios ao possibilitar a automação, que é nosso próximo tópico.

Automatize os processos repetidos

Diversos processos nas empresas são realizados de forma mecânica e repetida pelos colaboradores, como preenchimento de planilhas, envio de boletos, cadastro de clientes e outros.

Muitas dessas tarefas podem ser automatizadas, promovendo uma redução dos processos obsoletos e maior produtividade da equipe. Esse tipo de estratégia aumenta a escalabilidade do negócio, pois permite atender mais clientes sem aumentar os custos fixos.

Para tal, é preciso realizar um levantamento sobre todos os atuais processos da empresa e identificar quais deles não apresentam a produtividade necessária e quais podem ser automatizados.

Selecione bem os fornecedores

Um custo que muitas vezes não é considerado pelos gestores no momento dos cortes refere-se àqueles ligados à manutenção dos fornecedores. Esse aspecto, entretanto, está relacionado ao aumento expressivo dos custos fixos quando não analisado corretamente.

A seleção dos fornecedores é um aspecto central para a redução dos custos. Faça pesquisas, comparação de preço e negocie quando for preciso. Esse cuidado deve ser tomado com empresas de software, taxas bancárias, alugueis, internet e telefone, entre outros gastos fixos necessários à manutenção do negócio.

Mantenha a equipe produtiva e enxuta

A equipe é um aspecto central no sucesso de um empreendimento. Manter os colaboradores produtivos é essencial para que os resultados almejados sejam alcançados, sendo preciso analisar se eles não estão nem ociosos e nem sobrecarregados.

Manter a equipe apenas com a quantidade necessária de pessoas é importante, mas também deve-se ter atenção para não ter uma equipe menor do que a indicada e sobrecarregá-la apenas com tarefas operacionais, deixando a estratégia em um segundo plano.

Focar no estabelecimento de metas individuais e coletivas para alcançar os objetivos de negócio é outra forma de aumentar o potencial dos colaboradores e torná-los mais engajados.

Terceirize tarefas

Atualmente, as empresas precisam lidar com uma série de estratégias e recursos que, muitas vezes, não se relacionam com o segmento do negócio. Esses esforços dedicados a outras áreas aumentam os custos e não atingem todo o potencial desejado.

Com isso, a terceirização de tarefas de áreas que não fazem parte do core do negócio é fundamental para ele crescer. Por exemplo, contrate uma agência de marketing para realizar essa parte, tenha parceiros na área de tecnologia e software que sejam especializados etc.

Monitore os custos

Outra forma de reduzir custos é monitorá-los para poder identificar quais são realmente necessários ou não. Por exemplo, ter a empresa enquadrada no modelo de tributação mais adequado permite uma redução de cobranças que disponibilizará mais ativos para outras áreas.

O monitoramento constante dos custos permite identificar quando eles tornam-se desnecessários ou desvantajosos, fazendo com que a empresa possa redistribuir o orçamento para as áreas e os processos mais eficientes e lucrativos.

Quando a redução de cobranças e custos deve ser realizada?

Durante um período de crise econômica, a redução de custos, de processos e de cobranças é ainda mais fundamental para dar fôlego ao negócio a fim de que ele passe por essa fase sem cortes que prejudiquem o fornecimento do produto ou serviço.

No entanto, a redução de cobranças, de processos obsoletos e de custos deve ser uma política frequente do negócio, permitindo que a empresa não dedique investimentos em áreas que não proporcionarão o retorno desejado e que não contribuirão com os objetivos de mercado definidos.

Com isso, uma política de redução de custos deve ser constante nas empresas, com o monitoramento desses custos e o mapeamento dos processos para que as ações desvantajosas sejam cortadas logo que identificadas.

A renovação tecnológica também deve ser recorrente, ocorrendo quando for percebido que o atraso tem proporcionado prejuízos ao negócio, limitado o crescimento dele ou impossibilitando novas soluções de atendimento.

Ao promover uma redução de custos, processos e cobranças, a empresa fica muito mais preparada para superar a crise financeira sem diminuir os clientes atendidos e ainda alcançar mais escalabilidade e crescer. Quer saber outras formas de adotar essas ações no seu negócio? Converse com nossos especialistas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *